Replan normaliza manutenção, após denúncia no Jornal dos Petroleir@s

Depois que a direção do Sindicato denunciou a suspensão do programa de manutenção preventiva das válvulas nas unidades do Coque, na edição 1046 do Jornal dos Petroleir@s, a Replan normalizou o serviço. O programa, de acordo com os trabalhadores, foi suspenso no final de janeiro pela falta de spray de óleo desengripante, produto usado para evitar ferrugem e corrosão nos equipamentos.
Após a publicação da reportagem, na segunda semana do mês de março, segundo apurou o Sindicato, a refinaria voltou a comprar as latas de lubrificante, necessárias para o serviço de manutenção das válvulas, e retomou o programa. O desengripante custa, em média, R$ 9 e são utilizadas cerca de cinco latas do produto por final de semana, totalizando um gasto aproximado de R$ 180 por mês.