• Home
  • Unificado
  • Petroleiros da Replan e da Recap participam de ato contra desmonte do efetivo nas refinarias

Petroleiros da Replan e da Recap participam de ato contra desmonte do efetivo nas refinarias

Petroleiros da Replan, em Paulínia, e da Recap, em Mauá, participaram na quinta-feira, 27, de um ato nacional, convocado pela FUP, contra o desmonte dos efetivos das refinarias. Nas duas unidades, o Unificado promoveu atraso na entrada dos trabalhadores.
Na Replan, a mobilização foi realizada pela manhã e teve grande adesão dos trabalhadores do HA e do turno, que iniciaram o expediente duas horas mais tarde. No bate-papo, a direção do Unificado falou, entre outras coisas, sobre a paralisação de uma das unidades do HDT, a produção, que há meses opera com carga reduzida, e a absurda abertura de inscrições para transferência de trabalhadores para a Regap (MG).
“Como a Replan pode abrir esse processo de transferência se ela própria argumenta que, devido ao PIDV, não tem gente suficiente para manter o efetivo mínimo?”, questiona o diretor do Sindicato Itamar Sanches.
Para cumprir a decisão judicial, que exige a manutenção do número mínimo nos setores operacionais, a Petrobrás alegou que iria paralisar uma das unidades para viabilizar o remanejamento de trabalhadores. Na tarde de terça-feira, 25, a empresa colocou a proposta em prática e anunciou a parada temporária da operação de uma das unidades de hidrotratamento do diesel.
Na Recap, o ato aconteceu na entrada dos trabalhadores do turno das 15h. A direção explicou como estão as movimentações nacionais, as vitórias jurídicas obtidas por vários sindicatos, inclusive o Unificado, mas alertou para o projeto de desmonte da empresa promovido pela atual direção da Petrobrás, que tem o compromisso de entregar o pré-sal para o capital estrangeiro.