NESTA SEXTA-FEIRA, 14, O BRASIL VAI PARAR

O Congresso continua barganhando com o governo a aprovação da Reforma da Previdência, um dos maiores desastres já lançados contra a população. Pelo projeto, empresas e governo deixam de contribuir para o sistema previdenciário, todo o ônus recai nas costas do trabalhador, que terá de fazer uma “poupança” individual, isto é todo mês deixar uma parte de seu salário engordando os lucros em bancos. Isso, além de aumentar a idade de aposentadoria, reduzir o valor dos benefícios entre outras mazelas. Se aprovada a reforma, mais da metade da população não conseguira se aposentar, aumentando ainda mais a miséria no país.

Contra essa situação, TODOS os trabalhadores e trabalhadoras do país irão parar por 24 horas nesta sexta-feira, dia 14, na maior GREVE GERAL da história do país. Todas as centrais sindicais, sindicatos de todas as categorias profissionais estão nesta briga. Nossa categoria aprovou em assembleia a paralisação. Vamos todos mostrar para o governo e para os políticos que ninguém pode mexer em nossa aposentadoria sem amplo diálogo com a sociedade. NÃO À REFORMA DA PREVIDÊNCIA.