Castello Branco comemora, vai poder vender tudo!

Manifesto em defesa da Petrobrás entregue no STF

O Supremo Tribunal Federal (STF) cedeu à pressão do governo e do ministro da economia Paulo Guedes e liberou geral, na quinta-feira (6), a venda de subsidiárias e empresas controladas sem aprovação do legislativo e sem licitação, o que trará um grande estrago para o Sistema Petrobrás.

Quem mais comemorou a decisão foi o presidente da estatal, Roberto Castello Branco, que declarou à imprensa que a venda sem licitação é “uma grande vitória para o Brasil”.

Com a decisão, a liminar que suspendeu o processo de venda de 90% da Transportadora Associada de Gás (TAG), subsidiária da Petrobrás, por US$ 8,6 bilhões volta a valer parcialmente. Isso porque o plenário estabeleceu que não precisa de aval do Congresso nem de licitação, mas aponta a necessidade de seguir algum tipo de concorrência.

Com a porteira aberta, a atual gestão vai poder acelerar mais ainda o ritmo de desmonte da Petrobrás. “O momento é bem difícil. Por isso, os petroleiros precisam estar unidos e fortalecidos para resistirmos, porque a guerra será dura”, afirma o coordenador do Unificado, Juliano Deptula.